terça-feira, 18 de setembro de 2018

Descanso de copos - encomendas!


Tocando para frente a idéia de Descansos de Copos Colecionáveis, no comecinho de Outubro já estarei com as peças disponíveis para quem quiser adquirir.
Cada kit com 4 peças com 4 de artes com Flores de Lótus com Nam Myoho Renge Kyo grafado sai a R$20,00 para todo o Brasil. O FRETE É GRÁTIS.
Interessados é deixar um comentário com seu contato, que retorno.
Não se preocupe seus dados não serão publicados!


terça-feira, 4 de setembro de 2018

Descanso de copos

Estou lançando séries de Descanso de Copos Colecionáveis. 
Já fiz alguns com trabalhos do @cexaart  e estou pensando em uma tiragem especial de Flores de Lótus com Nam Myoho Renge Kyo grafado.
O kit com 4 peças, com frete grátis para todo o Brasil, ficaria por R$20,00.
O que acham da idéia?
Se a resposta for positiva, rodo logo as artes e disponibilizo
o kit aqui no blog.



Interessados, é só entrar em contato pelos comentários.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

3000 mundos

O princípio Budista Itinen Sanzen - Três mil mundos num único momento da vida - sobre a luz da física quântica.
Trecho retirado do doc. Quem Somos Nós (What The Blip We Know).

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Butsudan

Editei um vídeo especial sobre o Butsudan e os oferecimentos ao Gohonzon, usando a apresentação feita pelo Sandro Ribeiro do Site As Mais Belas Histórias Budistas. A narração é da amiga Adressa Koetz e a trilha sonora é Big and Silent Waves, da banda Pass Into Silence.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

O Sutra do Lótus, versão Portuguesa

Quer ler o Sutra de Lótus na íntegra?
Encontrei uma versão Portuguesa feita por Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo, que 
traduziram The Wonderful Dharma Lotus Flower Sutra, que por sua vez foi traduzido do original em chinês por The Buddhist Text Translation Society in USA.


Para ler e/ou baixar, é só clicar aqui ou aqui


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Por uma vida mais Zen - Matéria do Jornal O Globo 12/06/2017



TRECHO DA MATÉRIA DO JORNAL O GLOBO DE HOJE, NA QUAL CITA A BSGI: 

Em contraposição ao silêncio das correntes zen e tibetana, o Nichiren Daishonin segue uma proposta mais grandiosa. A sede central, no Méier, abriga salas para reuniões e um templo com capacidade para mil pessoas. A elocução sequencial do mantra chamado "Daimoku", segundo a crença, é o que faz os adeptos da prática se conectarem com o universo e desenvolverem seu potencial. A oração acontece, principalmente, em grupo, para que a reunião da fé ajude os praticantes a ultrapassarem suas barreiras.

No Rio, a vertente Nichiren está presente na Associação Brasil Soka Gakkai Internacional (ABSGI), que atrai cada vez mais integrantes. Em 2016, o crescimento foi de 20%, e o número de seguidores chegou a 16 mil apenas na capital fluminense. A instituição está presente em sete cidades do estado e há previsão de chegar a pelo menos mais três em 2018. Os adeptos se associam à organização e participam de palestras, estudos sobre os ensinamentos do budismo e atividades culturais e esportivas, além de serem responsáveis por angariar mais pessoas para a doutrina. Cada associado faz uma doação de no mínimo R$ 10 a cada três meses para ajudar a manter a Soka Gakkai.

— A grande procura acontece porque as pessoas querem ter esperanças neste mundo caótico. E essa propagação é fruto da transformação do budismo na vida das pessoas — diz Wallace Moura, coordenador da ABSGI.

Segundo os seguidores, é comum praticantes deixarem a dependência química e superarem depressão depois de entrar para o grupo. Um adepto que prefere não ser identificado afirma que abandonou as drogas após cinco meses intensos de prática.

— Comecei a orar e estudar os ensinamentos. A partir disso, cultivei uma força a ponto de conseguir lutar contra a dependência. Não segui nenhum tratamento. Me senti fortalecido, voltei a trabalhar e terminei a faculdade —relata ele, que hoje é advogado e professor de Direito numa universidade privada do Rio.


segunda-feira, 19 de junho de 2017

Budismo no Sitio do Pica Pau Amarelo

Hoje posto uma curiosidade que me chegou pela amiga Janete: uma cena do Sitio do Pica Pau Amarelo com Budismo e Daimoku!
Dona Benta dando aula de tolerância religiosa!