domingo, 3 de agosto de 2008

O Gongyo e a sua tradução

Desde que comecei a fazer o Gongyo, sempre tive curiosidade em saber o que estava recitando. Foi assim que acabei fazendo, junto com o Bruno Padilha, uma gravação com a narração de todo o Gongyo traduzido para o português. A tradução foi retirada do livro "Sutra de Lótus, Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo" de Daisaku Ikeda. Mas eu queria mesmo era um livrinho com a pronúncia do Gongyo com a respectiva tradução, frase por frase, linha por linha... ou quase já que a tradução dos caracteres chineses é bem ampla. Na internet cheguei a encontrar algumas versões, para o Inglês, italiano e até japonês, mas nada na nossa língua. Assim resolvi eu mesmo tomar iniciativa. Para começar, montei a tradução ao lado do Gongyo original, em chinês.
Com vocês... o Gongyo e a sua tradução. Bom proveito!



"Myoho-renge-kyo — Sutra do Lótus
Ho-ben-pon-dai-ni — Capítulo Hoben (Meios)
Niji sesson — Nesse momento
Ju sanmai — o Buda levantou-se
Anjo ni ki — serenamente de sua meditação
Go shari-hotsu — e dirigiu-se a Sharihotsu, dizendo:
Sho-bu-ti-e — "A sabedoria dos budas.
Jinjin muryo — é infinitamente profunda e imensurável.
Go ti-e mon — O portal dessa sabedoria é difícil de compreender
Nangue nannyu — e de transpor.
Issai shomon — Nenhum dos homens de erudição
Hyaku-shi-butsu — ou de absorção
Sho-fu-no-ti — é capaz de compreendê-la."
Sho-i-sha-ga — Qual é a razão disso?
Butsu-zo-shingon —Um buda é aquele que serviu a centenas
Hyaku-sen-man-noku — a milhares, a dezenas de milhares,
Mushu-sho-butsu — a incontáveis budas
Jin-gyo-sho-butsu — e executou um número incalculável de práticas religiosas.
Muryo-doho — Ele empenha-se corajosa e ininterruptamente
Yumyo-shojin — e seu nome é universalmente conhecido.
Myosho-fu-mon — Um Buda é aquele que compreendeu a Lei insondável
Joju-jinjin — e nunca antes revelada,
Mi-zo-u ho — pregando-a de acordo
Zui-gui-sho-setsu — com a capacidade das pessoas,
Ishu-nangue — ainda que seja difícil compreender a sua intenção.
Shari-hotsu — Sharihotsu
Go-jo-ju-butsu-i-rai — desde que atingi a iluminação
Shu-juin nen — tenho exposto meus ensinos
Shu-ju-hi-yu — utilizando várias histórias sobre relações causais,
Ko-en-gon-kyo — parábolas e inúmeros meios
Mu shu-ho-ben — para conduzir as pessoas
In-do-shu-jo — e fazer com que renunciem
Ryo-ri-sho-jaku — aos seus apegos a desejos mundanos.
Sho-isha-ga — Qual a razão disso?
Nyo-rai-ho-ben —A razão está no fato de o Buda
Ti-ken-ha-ra-mitsu — ser plenamente dotado dos meios
Kai-i-gu-soku — e do paramita da sabedoria.
Shari-hotsu — Sharihotsu,
Nyo-rai-ti-ken — a sabedoria do Buda
Ko-dai-jin-non — é ampla e profunda.
Mu-ryo-mu-gue — Ele é dotado de imensurável benevolência,
Riki-mu-sho-i— ilimitada eloqüência,
Zen-jo - poder,
Ge-da - coragem,
San-mai — concentração,
Jin-myu-mu-sai — liberdade e samadhis (meditação),
Jo-ju-i-sai - aprofundou-se no reino do insondável
Mi-zo-u-ho — e despertou para a Lei nunca antes revelada.
Shari-hotsu — Sharihotsu,
Nyo-rai-no — o Buda é aquele
Shu-ju-fun-betsu — e que sabe como discernir
Gyo-se-sho-ho — e expor os ensinos habilmente.
Gon-jin-nyu-nan — Suas palavras são ternas e gentis
E-ka-shu-shin — e podem alegrar o coração das pessoas.
Shari-hotsu — Sharihotsu,
Shu-yo-gon-shi — em síntese, o Buda compreendeu
Mu-ryo-mu-hen — perfeitamente a Lei ilimitada,
Mi-zo-u-ho — infinita
Bu-shitsu-jo-ju — e nunca antes revelada.
Shi shari-hotsu — Chega, Sharihotsu!
Fu-shu-bu-setsu — Não vou mais continuar pregando
Sho-i-sha-ga — Por quê?
Bu-sho-jo-ju — Porque a Lei que o Buda revelou
Dai-iti-ke-u — é a mais rara
Nan-gue-shi-ho — e a mais difícil de compreender.
Yui-butsu-yo-butsu — A essência real de todos os fenômenos
Nai-no-ku-jin — somente pode ser compreendida e partilhada entre os budas.
Sho-ho-ji-so — Essa realidade
Sho-isho-ho — consiste de:
Nyo-ze-so — aparência,
Nyo-ze-sho — natureza,
Nyo-ze-tai — entidade,
Nyo-ze-riki — poder,
Nyo-ze-sa — influência,
Nyo-ze-in — causa interna,
Nyo-ze-en — relação
Nyo-ze-ka — efeito latente,
Nyo-ze-ho — efeito manifesto
Nyo-ze-hon-ma-ku-kyo-to — e consistência do início ao fim.


Myo-ho-renge-kyo — Sutra do Lótus 
Nyo-rai-ju-ryo-hon, dai-ju-roku — Jigague, trecho do capítulo Juryo - revelação da vida eterna do buda
Ji-ga-toku-bu-rai — Desde que atingi o estado de Buda,
Sho-kyo-sho-ko-shu — infindáveis Kalpas
Mu-ryo-hyaku-sen-man — transcorreram.
Oku-sai-a-so-gui — Constantemente
Jo-se-po-kyo-ke — venho pregando, ensinando e propagando
Mu-shu-oku-shu-jo — a Lei a milhares de seres vivos,
Ryo-nyu-o-butsu-do — fazendo com que entrem no Caminho do Buda,
Ni-rai-mu-ryo-ko — e tudo isso durante intermináveis kalpas
I-do-shu-jo-ko — Como um meio hábil,
Ho-ben-guen-ne-han — aparento entrar no nirvana para salvar todas as pessoas.
Ni-jitsu-fu-metsu-do — Mas, na realidade, não entro em extinção.
Jo-ju-shi-se-po — Sempre estou aqui ensinando a Lei.
Ga-jo-ju-o-shi — Sempre estou aqui.
I-sho-jin-zu-riki — Porém, devido ao meu poder místico
Ryo-ten-do-shu-jo — as pessoas de mente distorcida não conseguem me ver
Sui-gon-ni-fu-ken — mesmo quando estou bem perto delas.
Shu-ken-ga-metsu-do — Quando essa multidão de seres vê que entrei no nirvana,
Ko-ku-yo-sha-ri — consagra muitas oferendas às minhas relíquias.
Guen-kai-e-ren-bo — Todos abrigam o desejo único e ardente de contemplar-me.
Ni-sho-katsu-go-shin — Quando esses seres realmente se tornam fiéis,
Shu-jo-ki-shin-buku — honestos, justos e de propósitos pacíficos,
Shiti-jiki-i-nyu-nan — quando ver o Buda é o seu único pensamento,
I-shin-yo-ken-butsu — não hesitando mesmo que isso custe a própria vida,
Fu-ji-shaku-shin-myo — então, eu apareço 
Ji-ga-gyu-shu-so — junto à assembléia de discípulos
Ku-shutsu-ryo-ju-sen — sobre o Sagrado Pico da Águia.
Ga-ji-go-shu-jo — Nesse momento, digo à multidão de seres:
Jo-zai-shi-fu-metsu — eu sempre estou aqui, jamais entro em extinção..
I-ho-ben-ri-ko — No entanto, como um meio hábil,
Guen-u-metsu-fu-metsu — algumas vezes aparento entrar no nirvana.
Yo-koku-u-shu-jo — E outras vezes, não.
Ku-gyo-shin-gyo-sha — Quando em outras terras há seres
Ga-bu-o-hi tyu — que desejam respeitosa e sinceramente crer
I-setsu-mu-jo-ho — então eu também, junto a eles, pregarei esta Lei insuperável.
Nyo-to-fu-mon-shi — Porém, não compreendendo minhas palavras,
Tan-ni-ga-metsu-do — todos aqui insistem em pensar que eu morri.
Ga-ken-sho-shu-jo — Quando vejo os seres afogados
Motsu-zai-o-ku-kai — em um mar de sofrimentos
Ko-fu-I-guen-shin — eu não me exponho,
Ryo-go-sho-katsu-go — para dessa forma fazer com que anseiem contemplar-me.
In-go-shin-ren-bo — Então, quando seu coração se enche de ansiedade,
Nai-shitsu-i-se-po — finalmente apareço e ensino a Lei para eles.
Jin-zu-riki-nyo-ze — Assim são meus poderes místicos.
O-a-so-gi-ko — Por infinitas kalpas,
Jo-zai-ryo-ju-sen — sempre estive no Pico da Águia e em muitos outros lugares.
Gyu-yo-sho-ju-sho — Enquanto os seres presenciam
Shu-jo-ken-ko-jin — o final de um kalpa
Dai-ka-sho-sho-ji — e tudo é consumido em chamas
Ga-shi-do-an-non — esta minha terra
Ten-nin-jo-ju-man — permanece segura e tranqüila
On-rin-sho-do-kaku — sempre cheia de seres humanos e seres celestiais.
Shu-ju-ho-sho-gon — Vários tipos de gemas adornam
Ho-ju-ta-ke-ka — seus corredores e pavilhões, jardins e bosques
Shu-ju-sho-yu-raku — Árvores preciosas dão flores e frutos em profusão,
Sho-ten-gyaku-ten-ku — sob as quais os seres vivem felizes e tranqüilos.
Jo- sa-shu-gui-gaku — As divindades fazem repicar os tambores celestiais interpretando,-
U-man-da-ra-ke — sem cessar, a música mais diversa. Uma chuva de flores de mandara cai
San-butsu-gyu-dai-shu — espalhando suas pétalas sobre o Buda e a grande assembléia.
Ga-jo-do-fu-ki — Minha terra pura é indestrutível,
Ni-shu-ken-sho-jin — porém, a multidão a vê
U-fu-sho-ku-no — consumir-se em chamas,
Nyo-ze-shitsu-ju-man — mergulhada em sofrimentos, angústia e temor.
Ze-sho-zai-shu-jo — Esses seres, devido a suas várias ofensas e causas
I-aku-go-in-nen — provenientes de suas más ações,
Ka-a-so-gi-ko — passam infinitas kalpas
Fu-mon-san-bo-myo — sem escutar o nome dos três tesouros.
Sho-u -hu-ku-doku — Mas os que praticam os caminhos meritórios,
Nyu-wa-shiti-jiki-sha — que são nobres e pacíficos, corretos e sinceros,
So-kai-ken-ga-shin — todos me vêem aqui em pessoa,
Zai-shi-ni-se-po — ensinando a Lei.
Waku-ji-i-shi-shu — Às vezes para essa multidão exponho
Setsu-butsu-ju-mu-ryo — que a duração da vida do Buda é imensurável;
Ku-nai-ken-bu-sha — e para aqueles que o vêem somente após um longo tempo
I-setsu-butsu-nan-ti — exponho o quanto é difícil encontrar-se com ele.
Ga-ti-riki-nyo-ze — O poder de minha sabedoria é tamanho
E-ko-sho-mu-ryo — que seus raios iluminam o infinito.
Ju-myo-mu-shu-ko — Minha vida, extensa como incontáveis kalpas,
Ku-shu-go-sho-toku — resulta de uma prática muito longa.
Nyo-to-u-ti-sha — Homens de sabedoria,
Mo-to-shi-sho-gui — não abriguem nenhuma dúvida sobre isso!
To-dan-ryo-yo-jin — Livrem-se das dúvidas definitivamente,
Butsu-go-ji-pu-ko — pois as palavras do Buda são sempre verdadeiras, nunca falsas.
Nyo-i-zen-ho-ben — O Buda é como um excelente médico
I-ji-o-shi-ko — que se vale de meios hábeis
Jitsu-zai-ni-gon-shi — para curar seus filhos iludidos.
Mu-no-se-ko-mo — Embora na realidade esteja vivo, anuncia que entrou no nirvana.
Ga-yaku-i-se-bu — Porém, ninguém pode acusá-lo de mentiroso.
Ku-sho-ku-guen-sha — Eu sou o pai deste mundo e salvo aqueles que sofrem e os que se encontram aflitos.
I-bon-bu-ten-do — Devido à ilusão das pessoas,
Jitsu-zai-ni-gon-metsu — apesar de eu estar vivo, anuncio que entrei no nirvana.
I-jo-ken-ga-ko — Pois se me vissem constantemente,
Ni-sho-kyo-shi-shin — a arrogância e o egoísmo tomariam conta de seu coração.
Ho-itsu-jaku-go-yaku — Ignorando as restrições, entregariam–se aos cinco desejos,
Da-o-aku-do-tyu — e cairiam nos maus caminhos da existência.
Ga-jo-ti-shu-jo — Estou sempre ciente de quem são as pessoas
Gyo-do-fu-gyo-do — que praticam o Caminho e as que não o praticam,
Zui-o-sho-ka-do — e, em resposta às suas necessidades de salvação
I-se-shu-ju-ho — ensino-lhes várias doutrinas.
Mai-ji sa-ze-nen — Medito constantemente:
I-ga-ryo-shu-jo — Como posso conduzir as pessoas
Toku-nyu-mu-jo-do — ao caminho supremo
Soku-jo-ju-bu-shin — e fazer com que adquiram rapidamente o corpo de um buda?

"Fonte - Preleção dos capítulos Hoben e Juryo, Daisaku Ikeda

105 comentários:

Sarah disse...

Parabéns pelo excelente trabalho!!! E muito obrigada!!!!!!
Sarah Camargo

Cesinha Chaves disse...

Seja bem-vinda! E. por favor, volte sempre!
Obrigado.

Alice disse...

Adorei o blog! Vou virar visitante... procuro humildemente ter fé na Sutra. Tenho até uma tattoo em todas as minhas costas com os kanjis de U Mandara Ke.

Mais uma vez, parabéns!

Alice.

Cesinha Chaves disse...

Alice, que bom que gostou do blog! Para se ter fé no Sutra de Lotus só é preciso praticar o Daimoku e o Gongyo e estudar os principios budistas, afinal o Budismo de Nitiren Daishonin é baseado na fé, prática e estudo.
Vc faz parte de algum bloco? Está procurando um grupo de estudos?
No que eu puder ajudar é só me acionar.

Boa sorte!

Rennê Nunes disse...

Cesinha, sempre tive essa mesma curiosidade. Valeu por buscar dividir os conhecimentos adquiridos através dos estudos.

Sorte, sucesso, saúde, paz e amor!

ESCOLA DE AIKIDÔ SERGIPE - BRAZIL AIKIKAI disse...

Cecinha. Excelente o seu blog, mas gostaria de uma ajuda. Pesquisei muito, mas não encontrei pela net o GONGYO em JAPONES. Não precisa estar traduzido. Você mensiona que encontrou em japones, mas vc teria como me disponibilizar? Meu email é thiago_psicanalista@yahoo.com.br.

Abraço
Thiago

Marcia Britto disse...

Cesinha,
Parabéns pelo maravilhoso trabalho de divulgação da lei. Muito bom o Blog! Sou da comunidade Ipanema e tenho um imenso prazer em te encontrar por aqui representando tão bem o nosso budismo. Quando puder me visita em http://apazqueeusinto.blogspot.com/ lá falo sobre espiritualidade.
Forte abraço!
Marcia Britto

Cesinha Chaves disse...

Oi Marcia.

Grato pela visita e pelo comentário. Fiz o blog na intenção de passar informações para quem está no caminho do Budismo de Nitiren Daishonin. Fui no seu blog, mas não pude deixar comentários, pois estão desabilitados. Vi que está ligada em física quântica, e na relação quase direta com o Budismo. Uma coisa que é importante, é que além dos princípios Budistas, a prática é que faz toda a diferença, pois 2 vezes por dia a gente "se afina" com o macro cosmo em rumo ao estado de Buda e assim melhoramos dia a dia.
Se possível me passe o seu email/contato, para podermos trocar considerações sobre esse maravilhoso Budismo da transformação.
Boa sorte para vc e para os seus blogs!

Leo disse...

Parabéns pela iniciativa!
Juntos somos mais! Boa sorte!
Nam-myoho-rengue-kyo
Leonardo

Anônimo disse...

ola gostaria de deixar meu email para o cesinha jd-rosa@hotmail.com

Anônimo disse...

Cesinha,
Que trabalho lindo vc fez!
Assim fica mais fácil para entender os ensinamentos budistas.
Agradeço por todos pelo seu carinho,
Boa sorte,
Rosane Batalha.

Anônimo disse...

Parabéns!!!!
Muito bonito!

Nanartes Bijuteria disse...

Muito obrigada, gostei muito e sem duvida quem está a começar faz muito sentido estas frases.

Ana Rute
Portugal

sandro disse...

Gostei muito, como sou iniciante é muito importante estar constantemete lendo e estudando sobre o sutra.

Geraldo
Mascote
Brasil/SP
Comunidade jabaquara

Cesinha Chaves disse...

Geraldo

Parabéns pelo espírito de busca! Budismo é Prática, Fé e Estudo. Dê uma olhada nessa matéria - http://www.budanaweb.com/2009/01/estudo-prtica-e-f-o-trip-do-budismo.html

Paula disse...

Nossa, muito obrigada! Também sempre quis saber o que eu estava recitando. Agradeço imensamente pelo trabalho!
Obrigada!

Angela Cris disse...

Caro amigo, adorei seu trabalho. Imprimi, e tenho sempre comigo! Meu e-mail é angelamir@gmail.com. Gostaria de manter contato!
Angela Mira - São Paulo - Freguesia do ò.

Andrea Louise disse...

Caracasssss, que maravilhoso que é nosso sutra, so de ir escrevendo em um papel essa traduçao me fez ter uma outra visão de coisas que acontecem em minha vida, por isso que fazendo o gonyo e daimoku todos os dias sentimos uma enorme sensação de plenitude e sabedoria...!!! Eis o grande motivo por faze-lo pela manha e noite diariamente!!! Um grande beijo a todos

Anônimo disse...

Nunca imaginei que contava uma história dessas... obrigado e parabéns pelo esforço!

Andre Gilz de Souza disse...

Valeu Cesinha Chave
A minha mae pediu pra eu procurar na internet a traducao de Gongyo, e achei de cara a traducao dos 2 cap.Hoben e Juryo. Obrigado. Nós somos da comunidade do Cosme Velho.
Um grande abraco e boa sorte!!!
Esqueci de dizer. Tive a boa sorte de ir ao Ibirapuera em SP na Cerimônia do Juramento de Mestre e Discípulo no dia 3 de maio e, de lá, voltei com mais covicçao e determinaçao em propagar o Kossen -Rufu e alguns Chakubukus. Unidos venceremos!

Cesinha Chaves disse...

Que bom André!!
Que boa sorte ter comparecido na Cerimônia de Juramento de Mestre e Discípulo em Sampa!
O blog é justamente para ajudar na propagação, dando base e informações, principalmente para Chakubukus.
Vamos junto em prol do Kossen-rufu!
Abração prá vc, sua mãe e toda a Cominidade Cosme Velho.

Le mie Osservazioni disse...

Gostei demais do seu site! Olha, é uma oportunidade real para apresentar o budismo!
Parabéns, abraços.

Adriana Kitagawa Camargo disse...

Oi, tudo bem?? Era tudo o que eu estava procurando, muito obrigada, a tradução é maravilhosa.

Prof Arq Luiz Branco disse...

Cezinha, cabra bão, vc nem imagina o quanto foi útil seu trabalho, estou me tornando budista e tinha um bloqueio enorme em recitar o Gongyo, por conta de não ter tido acesso, ainda, à sua real significância, acho que agora vou vencer esse bloqueio e poder recitar com mais consciência o Sutra, grato pela sua causa positiva!

Cesinha Chaves disse...

Caro Luiz, aconteceu comigo de querer saber o que recitava... procurei pela tradução, e depois resolvi montar um livrinho online e colocar aqui no blog para todos que têm essa curiosidade!
Um abração e boa sorte na sua caminhada pelo Budismo de Nitiren Daishonin.

Úrsula disse...

Prezado Cesinha,

Agradeço sua dedicação na realização e manutenção desse blog! Está incrível e muito bem estruturado! Por inúmeras vezes o visitarei e com certeza estará sendo um portal de sabedoria para todos!

Parabéns pela idéia e generosidade!
Com meu profundo respeito!

Úrsula

FAUSTOTJ disse...

Olá!
Sou budista há pouco tempo. Recebi o Gohonzon em outubro deste ano, e estou praticando com fé,pois já tive várias benesses em minha vida depois de iniciar no budismo de Nitiren. Procuro saber mais a cada dia sobre o budismo.
Parabêns pelo site, estou baixando vários artigos muito interessantes. Obrigado, e vou voltar sempre. Luiz Faustino Bezerra
tjas2x@gmail.com - para contatos

Cris Yellow disse...

Boa tarde, amei seu blogg, parabens pela linda iniciativa e um feliz 2010 refleto de realizações e muita boa sorte.
Cris Gomes

Anônimo disse...

MÁRCIA SERIVACE

bOM DIA!!! ACABEI DE LER A TRADUÇAÕ DO SUTRA DE LOTUS E ADOREI, AGORA SEI O QUE ORO, É MAGNIFO, VFORTALECEU AINDA MAIS MINHA FÉ

Ana Soares disse...

excelente trabalho! vai contribuir bastante para conversão de meus 2 chakubukus, pois acedito ser mais sensata uma prática sem mistérios...
parabéns, você foi muito feliz na realização deste trabalho! :O)

bfarrulla disse...

Puxa ! Fiquei super feliz ao ver seu e-mail!! Tenho certeza que não apenas eu, mas muitas outras pessoas vão aproveitar o q vc fez!!Obrigada mesmo!
bjs Beatriz
bfarrulla@ig.com.br

Anônimo disse...

cidinha...disse
estou maravilhada com esse trabalho
da tradução,parabéns mesmo,estou começando agora e adorando td isso
obrigada por ter pessoas com vc.
cidinha.marpal@hotmail.com
11-02-2010

Anônimo disse...

Boa tarde, apesar do post ser antigo, espero que possa ver meu comentário!

Namoro um rapaz ha um ano e meio, e atraves dele conheci o budismo,
ainda não entendo muito bem, mas pelo que conheço me identifiquei muito!

Gostaria de saber muiiito mais sobre o budismo, espero que possa me ajudar!

Muito obrigada,

Monique

moniquembgsilva@hotmail.com



Abraços!

Cesinha Chaves disse...

Oi Monique, todos os posts vem para a minha caixa postal, novos ou antigos!
Você pode começar pelo "Kit" de introdução ao Budismo de Nitiren Daishonin que está aqui: http://www.budanaweb.com/2009/03/textos-de-introducao.html
Onde vc mora? Me passa a cidade e bairro que acho um bloco para vc, caso o seu namorado não lhe leve nas reuniões onde ele frequenta.
E no que precisar de ajuda em relação à questões e/ou dúvidas pode contar comigo!
Abração e boa sorte, sempre!

Lotus Power disse...

Olá Cesinha!
Primeiro gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa do seu site! Muita seriedade aqui, bacana.
E também queria te falar que tem um site com a tradução para o português de Portugal, não sei se conhece.
Aí vai o endereço: http://www.dantas.com/lotus/index.htm

Abração!
Alice Bevilaqua

Juliana Garcia disse...

Olá Cesinha, por acaso achei seu blog.. sou Budista a 23 anos... tenho 26 e minha familia toda pratica... Parabens pela iniciativa do blog, e esse post ficou ótimo... emocionante ...

Maria Cláudia disse...

Bom dia, Cesinha.

Estou adorando o seu blog. Tenho buscado na internet maiores informações sobre o Budismo e o seu kit para iniciantes é ótimo, parabéns! Pelo fato de não conhecer ninguém que pudesse me indicar um lugar para começar os meus estudos, você teria algum para me indicar?

Abraços!

Maria Cláudia
mcotrautman@gmail.com

Cesinha Chaves disse...

Maria Claudia, me passe sua idade, cidade, bairro e cep que procuro um grupo de estudos perto de vc.
[ ]s

lani disse...

Ola...

Meu nome é Elaine e sou uma iniciante no Budismo, tenho buscado ensinamentos e praticado o Nam Myoho rengue kyo, mas quero estudar mais, quero um grupo de estudos. Moro na zona norte de São Paulo e gostaria de saber onde posso encontrar estes grupos. Gostaria de ter opções.

Por favor, me ajude!

Elaine Tottene

e-mail:lanitottene@yahoo.com.br

Cesinha Chaves disse...

Olá Elaine
Muito bom ter entrado em contato!
Já está praticando o Nam-myoho-rengue-kyo e quer um bloco de estudos?
Maravilha!
Você pode procurar a BSGI aí em SP e perguntar sobre grupos de estudos perto de você!
Ligue no 0800 11-61 22, ou (011) 3274-1800, ou mesmo pelo email informacoes@bsgi.org.br.
Se possível, me mantenha informado, OK?
Abraço e boa sorte, sempre!

Luís Mendes disse...

Olá Celsinha,

Pratico a pouco tempo e sempre tive muita curiosidade em saber tudo o que a gente fala no Gongyo, agora tenho certeza que o praticarei com muito mais consciência.

Caso fosse possível, gostaria de saber se você pode me indicar algum grupo de encontro aqui em Botafogo, ou em algum bairro próximo na Zona Sul mesmo. Vi que você ajudou uma pessoa em um dos comentários. É possível que você saiba de algum grupo por essa região?

Muito Obrigado

Cesinha Chaves disse...

Eu também sempre tive curiosidade em saber o que falamos no Gongyo, tanto que fui à luta, consegui a tradução e a postei aqui.
Em Botafogo temos um Kaykan onde acontecem reuniões regularmente. Fica na Barão de Lucena nº 38. Dê uma passada lá e se informe sobre os horários.
Abraço e boa sorte!

Anônimo disse...

Olá Cesinha,

Parabéns pela iniciativa sua e do Bruno! Que boa ação fizeram à todos!

Frequento reuniões na Gávea (RJ) há um ano e ganhei meu Gohonzon no iníciou desse mês! Com o Budismo me sinto realmente mais segura e feliz. Seu Blog me ajuda muito nos estudos e na prática. Parabéns!

Boa sorte!

ms.simpatia disse...

Cesinha,

Aos poucos estou me permitindo entrar no Budismo. Indescritível a sensação de qdo pronunciamos o Nam Myoho Rengue Kyo (isso quando "anulamos" o mundo externo - concentração. Gostaria de possível de receber material sobre o assunto. Sempre que posso dou uma lida em seus textos aqui no Blog pra tirar minhas dúvidas. Se possível poderia enviar algum material para mim ?

Grata,

Cesinha Chaves disse...

Miss Simpatia, material você pode pegar aqui no BudaNaWeb, é só dar uma busca ou procurar no índice. Mas o ideal é frequentar um grupo de estudos, que acontecem semanalmente em casas de budistas veteranos. Lá vc participa do Budismo vivo e pode ter as orientações de pessoas que já praticam há um bom tempo. Se tiver interesse, me passa a sua cidade, bairro e CEP que procuro um bloco perto da sua área e lhe repasso.

ms.simpatia disse...

Na verdade, estou frequentando reuniões no Cohajap - bairro em São Luis/MA. grata !

Cesinha Chaves disse...

Então já está bem encaminhada, Ms Simpatia! Boa sorte a todos por aí!

carol disse...

oi cezinha!
grata pela compaixão de manter esse blog! encontrei a letra do sutra que ouço quase todos os dias!
gratidão!
abraços.

Cesinha Chaves disse...

Carol, a tradução serve para nós conhecermos um pouco mais do conteúdo do Sutra de Lótus. Mas o mais importante é fazer Gongyo e Daimoku todos os dias de manhã e de noite. Como diz Nitiren, "A voz faz o trabalho do Buda". A prática diária é que é a chave que abre o caminho para a iluminação aqui e agora.
Gongyo e Daimoku sempre!

Anônimo disse...

obrigado, CARO AMIGO.
Sou Budista a 35 anos e nunca soube o q orava.atravez do GOHONZON DIRECIONEI minha vida e de meus filhos rumo á felicidade e somos imensamente realizados.TODOS deviam recitar NAM.MYOHO.RENGUE.KYO!
Salomé da Paz-bl.centro historico santa luzia-MG

Érica disse...

Cesinha

Adorei seu blog.
Sou chakubuku tenho feito o gongyo e o Daaimoku sou assinante do BS li o livro Vida do Ikeda e digo ao meu amigo que me apresentou que o Presidente Ikeda que me pegou pelo coração e me fez ir com mais frequencia as atividades.

Por muitos anos frequentei centro espirita foi aonde eu me tornei a pessoa incrivel que sou hoje em dia por causas da vida o budismo foi surgindo pela minha vida e agora ocupa um espaço dentro de mim que ainda desconheço mas que tenho adorado.

Agora estou longe do centro para poder sentir mais o Budismo na minha vida confesso que isso me atordoa muito por me sentir bem de ambos os lados.

Parabéns pelo Blog e vou segui-lo pois sei que aprenderei mais e de uma forma indireta tenho propagado o budismo também as pessoas que ficam ao meu lado e sei que se precisar de algo encontrarei aqui ...

Muita Luz em sua vida ...

Cesinha Chaves disse...

Oi Erica. Com muita alegria recebo a sua mensagem!
Pelo que li, vc está trilhando o caminho do coração! Para lhe ajudar com esse sentimento que vc tem em relação ao espiritismo, lhe indico um texto que mostra a grande diferença entre a lei geral de causa e efeito e a lei da causalidade como é apresentada pelo Buda Nitiren -> http://www.budanaweb.com/2010/10/lei-geral-de-causa-e-efeito-e-lei-da.html
Continue trilhando o bom caminho!
Abc!

Anônimo disse...

Olá bom dia Cesinha,
Meu mail é ana_gigarcia@hotmail.com
sou de portugal e tirei eus gongyo de manha e noite mas n consigo orar porq não sei onde procurar o que eles estao dizendo...

estou a iniciar a minha pratica sem ajuda e desculpe qualquer tipo de pergunta descabida ou sem sentido , mas n estou a conseguir ....

Grata Ana Garcia

Cesinha Chaves disse...

Ana, a tradução do Gongyo está acima, nessa página.
Abraço.

Sofia - Tolendo disse...

O que é kalpa? Acho que não entendi...
Muita determinação pra ter feito tudo isso!!! Parabéns e obrigada (de novo) o blog é perfeito para quase todo o tipo de budistas, desde chakubukos até os que já preticam há um bom tempo, creio eu.

Cesinha Chaves disse...

Sofia Kalpa é uma medida usada para se referir a um numero muito grande de tempo, algo como milhares de milhares de anos.

Pura Blasfemia disse...

eu comecei a pouco tempo a estudar o budismo, e na primeira reuniao foram citadas o gongyo , fiquei muito curioso para saber a traduçao, de cara achei teu blog, muito obrigado vou agora verificar, e estudar mais a fundo , obrigado,meu i-mail e ka.legal@hotmail.com caso queira questionar ,,, obrigado

GISELLE disse...

Parabéns pela dedicação de traduzir para nós!!!!
Sou budista iniciante e este blog me tira muitas duvidas.
O Budismo simplesmente é maravilhoso!!!!!!

Anônimo disse...

Oi. Sou filha de budistas há mais de 35 anos. No entanto, muitas dúvidas me impediram de praticar, o que estou disposta a me aprofundar, conhecer e me empenhar agora. Gostei muiiito do seu blog e se possível, gostaria de manter contato com vc. Moro no interior de SP, tenho feito o gongyo e daimoku e espero em breve receber o gohonzon. Obrigada pelo blog, muito esclarecedor.
meu email é arlenemoraes@yahoo.com.br
um abraço,
Arlene

Bira disse...

Parabéns pela grande iniciativa. Recebi meu Gohonzon dia 15/09/11 e, estou muito feliz por essa minha nova caminhada. Como sou muito intenso no que faço, busco mais e mais informações para aprendizado.
Abraços e fique na luz!

Anônimo disse...

Olha sinceramente fiquei EMOCIONADO venho buscando a traduçã a pelo menos um ano, meu livro de cabeceira é a preleção dos capitulos Hoben e Juryo, mas da forma sequencial que você expos o material, simplesmente GENIAL. Moro em itanhaém, caso deseje abrir um canal de debates comigo mande-me um e-mail. Não sei muito, mas percebo que um dialogo com você pode me acrecentar muito. Fico ansioso pelo seu contato. renan.pastore@hotmail.com

Mari disse...

Eu sou Budista Gostei muito da tradução e a melhor que eu ja vi. mas eu tenho Algumas Dúvidas.
Tem Umas Frases Dizendo Isso:
— Sempre estou aqui ensinando a Lei.
— Sempre estou aqui.

 — Porém, devido ao meu poder místico
as pessoas de mente distorcida não conseguem me ver
Tan-ni-ga-metsu-do — todos aqui insistem em pensar que eu morri.

Não entendi que Dizer Que Ele e um Espirito?


Ga-jo-do-fu-ki — Minha terra pura é indestrutível,
Ta querendo dizer Que esse Mundo e do buda?


Eu gosto muito do budismo , acho muito legal vocês mostrando como e bom conviver com as pessoas , mas e que tenho algumas dúvidas.
e mas 3 perguntas que eu acho e que a maioria das pessoas perguntam quando entra no Budismo.

1-Você acreditam em DEUS que criou essa terra?

2- Vocês acreditam em JESUS CRISTO Filho De Deus , que ensinou as pessoas o caminha da Vida ENTERNA ?

3-Quando rezamos estamos, orando pra DEUS, JESUS ??

Cesinha Chaves disse...

Cara Mari:
Sakyamuni usava parábolas para passar os seus ensinos. O "Buda" não é um "Espírito" e sim uma condição de vida inerente a todos. As pessoas de mente distorcida não conseguem "vê-lo" significa que as pessoas que ainda estão na escuridão fundamental ainda não descobriram o Estado de Buda latente em cada um de nós.
O "mundo do Buda" é onde vivermos. Aqui e agora. "Não há duas terras, pura e impura ao mesmo tempo. Se a mente das pessoas é impura, sua terra também será impura. Pelo contrário, se suas mentes são puras, assim será a sua terra."
O Budismo não crê em criação nem em criador.
Jesus Cristo era um homem, assim como Sakyamuni e Nitiren o foram, mortais como todos nós.
Oramos para a Lei Mística que está em nós e em tudo, e não para "algo" ou"alguém" que está "fora" e/ou "acima" de nós
Peço que por favor leia esse texto, que creio lhe ajudará a entender melhor:
http://www.budanaweb.com/2011/06/budismo-e-doutrina-crista-da-criacao.html
Abraço e boa sorte!

Mari disse...

Eu li O site,http://www.budanaweb.com/2011/06/budismo-e-doutrina-crista-da-criacao.html
Gostei Da Materia muitoo boa,
Mas eu não estou entendendo Então a gente nasceu assim Do Nada No Universo??
E Vi na materia : O potencial para a vida, para a vida iluminada, existe na própria essência do universo – é uma lei mística natural. Dado que o ritmo universal apóia a vida, podemos descrever a natureza do universo como benevolente. Há os que dão, a esta capacidade inerente criadora para construir o mundo, ao potencial de gerar o universo, o nome de Deus; nós o chamamos Lei Mística de Nam-myoho-rengue-kyo."
Apaixonei pela essa frase, Mas você acabou de dizer que não crê em criação nem em criador.me explica?

e Nós Quando Rezamos Nós Podemos Agradecer "Deus" Por Um Dia Maravilhoso, pela Comida, pelo Os amigos, Porque eu sei que o budismo ensina que nós Que lutamos Para Conquistar nossas vitórias , mas Eu ACHO que Se Nós Fazemos Nossa Parte 'Deus' 'Jesus'Faz a Parte dele, porque eu sei que estamos nesse Mundo e para conviver com as pessoas Com amor.
Nos Mandamentos Jesus Fala isso ,
Mas eu não Sei Porque Vocês Falam Mas De Nitiren Daishonin Do que de DEUS, Se Todos Nós acreditamos Que Todos Esses Budas Nikko shonin,Nitimoku shonin, Fizeram diferenças Nesse Mundo , mostrou o Estado da Felicidade Para Todos Nós, Porque nós Não podemos acreditar que Jesus veio na terra também Mostrar A FELICIDA,E Curou Varias Pessoas.
porque Mostra O Buda shidhart Que fala que ele Nasceu mais Ou Menos 3.000 AC Tem as mesmas Frases De Jesus. E O Budismo Fala que Não Acredita em Reecarnação AcreDitam Em VIDA ETERNA (eu Creio)
Eu Gostou muito Do Budismo , Porque Estamos Aqui No Mundo E Pra ViVer , Pra Amar, Dormir, Come , Rezar, Ser Feliz , E Chegar No estado De BUDA(ILUMINAÇÃO)e a Maioria Das Pessoas Que Entram pro Budismo VEM DE OUTRAS RELIGIOES . E Queria Tirar Minhas Dúvidas Pra Mostrar Depois Para Meu Amigos.
Me Desculpa se eu estou sendo Chata. Eu já li 2 Livro(guia Do Budismo Daisaku Ikeda)(Revistas, Traduções , TUDO eu estudo Quase umas 5 horas por dia Sobre o budismo) Pesquisei mais De 68 paginas Falando Sobre o Budismo.Mas PORQUE Eu vi que Você tem muito Conhecimento sobre o Budismo e achei que a melhor Pessoa e Falar com Você! Mas Se Não querer Responder Vou Entender,
obrigado Pela atenção!( =

Cesinha Chaves disse...

Cara Mari, vou tentar responder a algumas das suas dúvidas. A visão de "criação" do Budismo não crê num início nem num fim, pois a vida é eterna.
Estamos vivendo agora num Universo criado por um Big Bang, dentro de muitos que já existiram e existirão. Ele aconteceu devido a concentração máxima de toda a matéria em um único ponto que resultou num grande desprendimento de energia que por sua vez gerou este Universo que ainda se encontra em expansão até chegar a um ponto onde vai começar a se condensar e se concentrar novamente num único ponto e começar tudo de novo. Portanto não há um início nem um fim para a vida, que é infinita.
Em relação a visão de "deus", no Budismo é encarado como uma Lei que rege o Universo.
É a energia vital original que se encontra em tudo e em todos latente dentro de cada um, e não fora, personificado em figuras como santos e deuses.
Se nós fizermos nossa parte, a Lei age como em tudo. É algo automático, inerente ao Universo e não controlado por alguém. É como a física prova, para toda ação há uma reação, e isso não se dá devido a controle de seres e poderes sobrenaturais.
O mais aconselhável é vc começar a participar de um bloco de estudos que acontecem em casas de budistas veteranos.
Por favor entre em contato direto com a BSGI pelo 0800 11-61 22, ou em SP (011) 3274-1800 ou pelo email informacoes@bsgi.org.br.
Caso não consiga, me envie a sua cidade, bairro, cep, que entro em contato com BSGI para localizar um bloco de estudos perto de você.

Mari disse...

Briigadaa Cesinha,
Eu já participo De um Bloco de budismo e também Vou pro Templo,
Também Tiroo Muitas Dúvidas Com Eles, E porque Eu vi a tradução Do Gongyo,e Outros Sites seu E vi que você responde Perguntas , Então Eu aproveitei e Perguntei!
Agradeço de coração,
E O Obrigada pela Atenção!

Mauricio Pellegrini disse...

Cesinha. Parabens por todo trabalho! Meu nome é Mauricio Pellegrini, hoje membro mas já fui Resp. Comunidade. Sou sokahan e estudo bastante budismo. gosto de estudar e sempre aficcionado na busca dos significados e origens. Esta sua materia me ajudou. Porem quero mais... voce pode me ajudar? Que saber a lingua REAL deste Gongyo resumido e o antigo que citamos... é CHINES - Mandarim? Ou o que exatamente? Nao vale dizer que é mistura de linguas... rs Pois quero aprender a traduzi-lo caractere por caractere... quero ir a fundo no significado... Sou Pós-Graduado em Medicina Chinesa e sei por exemplo como isto é importante e muda tudo no significado do nome de um ponto de acupuntura por exemplo... Um caractere pode dizer muitas coisas... Que LER TODA SUA PROFUNDIDADE voce entende o que quero dizer? :) Por favor, me ajude me indicando caminhos, pessoas, tudo o que souber pois quero ir a fundo nisso... resgatar isto até a raiz... assim como gosto de estudar as "fontes" como os escritos de Nitiren e de Sakyamuni (Siddartha) que são muitas vezes errônea ou supréfluamente interpretados... DESDE JÁ MUITO GRATO IRMÃO! FORTE ABRAÇO!! :)

Cesinha Chaves disse...

Mauricio, tudo é que sei é que Saddharma Pundarika Sutra, o Sutra de Lótus em Sânscrito, foi traduzido como Myoho-rengue-kyo para o Chinês por Kumarajiva em 406. Não sei lhe informar qual a língua real utilizada.
Por favor peço-lhe para que me informe assim que encontrar a resposta, OK?

Anônimo disse...

OBRIGADO!!!! Estava atras da tradução para continuar lendo a preleção do Presidente Ikeda. NMRK

Anônimo disse...

Bom dia Cesinha!Eu comecei a conhecer o budismo por meio de um conto na internet e foi apaixonante, tenho praticado o Daimoku, mas não havia encontrado o Gongyo ainda...estou muito contente com esta postagem, pois sei que agora poderei praticar de manhã e à noite o Gongyo...ainda não encontrei um grupo de estudos aqui em Curitiba, por isso vou estudando sozinha...muito grata! anyhalama@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Olá Cezinha, Obrigado por esta maravilhosa tradução. Estou iniciando na Gakkai, tenho tios e tias que frequentam há mais ou menos 30 anos.
Eles me indicaram e... Gostei! E vejo que você, como eu também é um amante do skateboard! Hehe

Atenciosamente

Silas Junji Hara
e-mail: silasjunjihara@hotmail.com

Anônimo disse...

Excelente trabalho mesmo, parabéns! Só peço que corrija o nome do presidente Daisaku Ikeda no primeiro parágrafo, pois está "Daiseku" ;)

Cesinha Chaves disse...

Ooops! Já foi corrigido, grato pela ajuda!

Anônimo disse...

Muchas gracias por todos los materiales de Estudio.!!

Caroline disse...

caro cesinha, parabéns pelo blog, minha dúvida é, pedemos fazer o gongyo mais de 2x por dia?

Cesinha Chaves disse...

Caroine, pelo que eu saiba, Gongyo é pela manhã e à noite. Em vez de fazer mais Gongyo, concentre-se no Daimoku, que é o que transforma mesmo! Daimoku é o feijão com arroz que alimenta, o Gongyo são os temperos para realçar o sabor!

Juliana Ramos disse...

Eu tenho uma dúvida e ficaria mto feliz se me respondesse.

Sou muito chata para religião e no Budismo eu me encontrei.
estou convertida a 6 meses e até hoje nunca fiz o Gongyo sozinha em casa. Hoje vendo a tradução para o portugues me sinto mais a vontade e mais verdadeira fazendo.
Posso fazer meu Gongyo em portugues?
Faria o mesmo sentido e efeito?

Cesinha Chaves disse...

Juliana, o Gongyo, que deve ser recitado pela manhã e pela noite antes do Daimoku, é uma cerimonia solene que revive um dialogo do Buda Sakyamuni com seu discípulo Sharihotsu. A leitura do Sutra, prepara a sua mente para quando você começar a recitação do Daimoku.
A tradução é para que você saiba o que está recitando assim como para entender o significado das palavras desses trechos do Sutra de Lótus, e não substitui de forma alguma a recitação do Gongyo. Para se recitar um Gongyo perfeito leva entre 1 a 2 anos de prática. Vá recitando na sua velocidade, procurando pronunciar cada caracter e não se preocupe, pois a prática principal, o feijão com arroz, é o Daimoku. Gongyo é como o tempero para realçar o sabor!

paulo savio chaves de resende disse...

cesinha, bom dia...com ajuda de minha amiga lusitana encontrei o significado da liturgia e como precisamos estudar e muito todo os significas..estou em extase de louvor e agradecimento por esss magnificas esplicaçoes de que tanto necesssitava e continuarei sempre no pripe fe estudo e pratica...dentro de um crescimento para e a revoluçao humana...faço parte do grupo monarca estrada real..so praticante a quase 2 anos e minha dirigente me elogia muito o estimulo connstante de eterna busca de conhecimento...um forte abraço... NAM MEOHE RENGUE KIO... MEU EMAIL resendepschaves@hotmail.com um cosntante filosofia de aprendizagem...

Mary Mata disse...

Olá Cesinha chavez você também membro da Gakkai?? poxa que boa idéia a sua de fazer um blog gostei muito!!!

Att Mary

edward_duda_le disse...

Bom dia!Meu nome é Angela, estou imensamente maravilhada com td que estou aprendendo, não tenho palavras pra expressar tamanha alegria em ter encontrado o caminho e as respostas que tanto intrigaram minha vida desde criança, Cesinha é como se eu estivesse cega e hj vejo as cores o mundo ao meu redor, fui em 3 encontros do bloco Gralha Azul, agradeço por tds pela acolhida em especial a minha cara amiga Raquel que apresentou tão imensurável ensinamento. grata.
Abraço.

Julia santos belisario disse...

Muito bom!eu quase chorei a tradução é linda simplesmente amei!

Nannie Antonini disse...

Cesinha, profunda gratidão por seu empenho, trabalho e generosidade.
enviei um outro comentário no sábado, solicitando o que acabo de encontrar.
Muito grata.
Nannie

Anônimo disse...

Mil vezes grata pelo excelente trabalho. Meu Gongyo, tenho certeza, será outro, mais sentido e profundo, sabendo o que estou dizendo. abraço, Rosa Cost

Catarina Vasconcellos disse...

Passando para agradecer o compartilhamento de conhecimento, em especial por nos disponibilizar essa importante tradução.

Parabéns pela iniciativa!

Nam Myoho Rengue Kyo

Catarina Vasconcellos - facebook

Marina Vieira Souza disse...

Olá! Primeiramente muito obrigada por este blog. Fui budista desde criança, me afastei na adolescência e estou voltando a praticar agora, e seus posts têm ajudado muito!
Agora, a pergunta: e quanto às escrituras do Gohonzon? O que elas significam?

Cesinha Chaves disse...

Marina, aqui no blog tenho duas matérias sobre o esquema do Gohonzon, dê uma olhada nesses links:
http://www.budanaweb.com/2013/05/diagrama-detalhado-do-gohonzon.html

http://www.budanaweb.com/2010/05/diagrama-do-gohonzon.html

lucas diogo disse...

amei

Fagner Gomes disse...

Show de bola...
Tinha MTA curiosidade em saber oque recito!

Cesinha Chaves disse...

Eu também tinha, Fagner Gomes!
[ ]s

manoel dionizio disse...

ola estou recente no budismo e tinhas minha duvidas sobre a traduçao agradeço pela versão meu email é mdyoldionizio@hotmail.com

Jacqueline Hernandes disse...

Ola Aonde consigo em Japonês esse Gongyo ?

Cesinha Chaves disse...

Olá Jaqueline. Montei um "livrinho virtual" com a Liturgia do Budismo Nichiren com português, chinês e japonês. O link direto é http://issuu.com/cexa/docs/liturgia_do_budismo_de_nitiren_daishonin.
Boa sorte, em tudo!

Dalma Lima disse...

Muito bom!!!

Daysecarvalho905@gmail.com disse...

Bom dia!!! Sou budista e gostaria de saber, por que no sutra de Lotus se repete três vezes o trecho sho i sho ho. Até hj ninguém me explicou. Meu nome é Dayse, sou do rio de janeiro

Cesinha Chaves disse...

Olá Dayse. Entrei em contato com o DEB (Departamento de Estudo do Budismo) da BSGI com a sua dúvida, e recebi um email elucidativo do Sr Paulo Endo esclarecendo a questão. Como a resposta é grande, publico em 2 cometários as explicações do Sr.Paulo Endo:
1º. "Muito obrigado por seu contato ao DEB da BSGI e parabéns por sua sincera dedicação e espírito de procura ao estudo do budismo.
Com relação à sua pergunta, este tema foi abordado numa das edições passadas da coluna BVD do Brasil Seikyo Edição 1711, 16/08/2003 - Dez Fatores da Vida (junyoze). Reproduzimos abaixo o texto desta matéria para sua consulta. Em resumo, a recitação por três vezes do trecho final do capítulo Hoben é associado a dois importantes princípios budistas: Três Verdades e Três Propriedades Iluminadas do Buda. Não há nenhuma menção com relação ao princípio dos Três Mundos.

1) Quando recitamos o Gongyo, repetimos três vezes o trecho final do capítulo Hoben — “Sho-i-sho-ho. Nyo-ze-so. Nyo-ze-sho... Nyo-ze-hon-ma-ku-kyo-to” —, por quê?
Nesse trecho, o Buda Sakyamuni expõe “a essência real de todos os fenômenos” e os “Dez Fatores da Vida” (junyoze). Podemos dizer que essa é a parte mais importante do capítulo Hoben (Meios) do Sutra de Lótus, e explica que todos os fenômenos e toda a vida existente no Universo manifestam os Dez Fatores, que são: 1) Aparência (Nyo-ze-so), 2) Natureza (Nyo-ze-sho), 3) Entidade (Nyo-ze-tai), 4) Poder (Nyo-ze-riki), 5) Influência (Nyo-ze-sa), 6) Causa interna (Nyo-ze-in), 7) Relação (Nyo-ze-en), 8) Efeito latente (Nyo-ze-ka), 9) Efeito manifesto (Nyo-ze-ho) e 10) Consistência do início ao fim (Nyo-ze-hon-ma-ku-kyo-to). O fato de recitarmos três vezes está baseado em uma declaração do Buda Original na escritura “A Doutrina de Itinen Sanzen”, conforme explana o presidente Ikeda na Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo - PHJ - (pág. 129). Ler os Dez Fatores três vezes significa manifestar as três verdades da não-substancialidade, da existência temporária e do Caminho Médio em nossa vida. Significa também manifestar as três propriedades iluminadas do Buda, isto é, a propriedade da Lei, da Sabedoria e da Benevolência. Além disso, Nitiren Daishonin declarou: “Há maior benefício em ler três vezes (essa passagem).” O presidente Ikeda complementa então na Preleção: “Em síntese, lemos o trecho três vezes para proclamar que nossa vida é a de um nobre Buda e para aumentar os benefícios da fé.”

Por outro lado temos o principio dos Três mundos ( ou Três Domínios da existência, ou Três Princípios de Individualização da Vida ) foi publicado na coluna BVD do Brasil Seikyo, Edição 1726, 06/12/2003 - "Três mil mundos num único momento da vida (itinen sanzen)” conforme reproduzimos a seguir:

Cesinha Chaves disse...

2ª parte da resposta do Sr Paulo Endo sobre o porque recitamos 3 vezes o trecho "sho i sgo ho":
" 4) Quais são os Três Princípios de Individualização da Vida?
Os Três Princípios de Individualização da Vida, ou Três Domínios da Existência, são:
1) Domínio dos cinco componentes da vida:
· Forma: Indica o aspecto da vida, que possui atributos como forma e cor. Inclui também os órgãos dos cinco sentidos — visão, olfato, audição, paladar e tato — pelos quais percebemos o mundo exterior.
· Percepção: É a função de receber as informações externas pelos seis órgãos sensoriais — os cinco sentidos e a mente, que integram as impressões sensoriais.
· Concepção: Essa é a função pela qual a vida compreende e elabora idéias sobre aquilo que foi percebido.
· Volição: Significa a vontade de agir com relação àquilo que foi percebido e sobre o qual foi concebida uma idéia.
· Consciência: Essa é a função da vida de discernir fazendo avaliação, distinguir o bem do mal etc. Ao mesmo tempo, ela age para apoiar e integrar as demais quatro funções.
2) Domínio dos seres vivos ou ambiente social: Indica uma verdade comum de que vivemos nossa vida conjuntamente com outras pessoas, por exemplo nossa família.
3) Domínio do ambiente ou ambiente natural: Significa o lugar onde os seres vivos habitam (o espaço) e do qual dependem para resolver suas atividades vitais.
Os Três Domínios da Existência não devem ser vistos de uma forma isolada entre si, mas de forma integrada, os quais manifestam qualquer um dos Dez Mundos.

Desejamos-lhe grande sucesso e vitórias por meio da recitação do Daimoku, da propagação do budismo e do estudo.

Cordialmente.
DEB da BSGI"

Auberto Herculano disse...

Caro Cesinha,

Obrigado por compartilhar seus trabalhos e conhecimentos com todos nós.
Sempre que posso estou aqui dando uma "bisbilhotada" em seu artigos.

Muito bom... parabéns!

Marcia Raquel disse...

Gratidão eterna por todo esse esclarecimento, a todos em geral, obrigada em particular a amiga querida que possibilitou entender tamanhã riqueza...

Histórias e Estórias disse...

Gostaria de saber se vc continua no blog. Li o que escreve e achei bem esclarecedor, mas eis que, de repente, você parou de escrever. O que houve? Há ainda tanto a saber. E você esclarece a gente com carinho e paciência. Espero que ainda esteja aí. Iracema

Cesinha Chaves disse...

Oi Iracema, comecei o Blog numa época em que quase não se encontrava informação na internet sobre o Budismo Nichiren. Meu intuito sempre foi o de facilitar o acesso a material de apoio para estudo. Atualmente os sites da BSGI - http://bsgi.org.br/ e Seikyo Post - http://www.seikyopost.com.br// vem fazendo isso de maneira brilhante.
Ainda continuo por aqui, respondendo a dúvidas e comentários.

Powl Suástico disse...

Mai-ji sa-ze-nen — Medito constantemente:

I-ga-ryo-shu-jo — Como posso conduzir as pessoas
Toku-nyu-mu-jo-do — ao caminho supremo
Soku-jo-ju-bu-shin — e fazer com que adquiram rapidamente o corpo de um buda?

chego me arrepiar nessa parte

Belle Ramos disse...

Também fico muito emocionada nessa parte final. Quanta felicidade transborda .:)

Marco Sulzbacher disse...

Parabéns Cesinha!!!

Lucilenerodrigues Lião disse...

Maravilhoso,fica muito mais gostoso recitar quando vc sabe o que está falando .adorei