sábado, 16 de janeiro de 2010

Transformação do veneno em remédio (hendoku yaku)

"Qualquer pessoa, independentemente da posição social, fama ou fortuna, enfrenta adversidades constantemente.
O Budismo de Nichiren Daishonin não ensina somente uma filosofia para superar as circunstâncias, mas, acima de tudo, a fé e a prática capaz de transformá-las em felicidade. 




“Enquanto se viver, existirão infindáveis sofrimentos e desafios como a doença, a morte, os problemas de relacionamentos, as insatisfações por não poder obter aquilo que se deseja etc. Não há como fugir deles. São realidades inexoráveis da vida. A prática da fé, o Daimoku, é a força que realiza infalivelmente o hendoku yaku (transformação do veneno em remédio). O sofrimento do “veneno” transforma-se no remédio chamado “felicidade”. Por meio do princípio de bonno soku bodai (desejos mundanos são iluminação), os problemas transformam-se em fonte de iluminação e felicidade. Quanto maiores os problemas e sofrimentos, maior será a felicidade a ser alcançada. Esta é a força do Daimoku e, por esta razão, aquele que recita a Lei Mística não teme nada, pois não há o que temer.” (Daisaku Ikeda)
(Brasil Seikyo, edição no 1.222, 17 de abril de 1993, pág. 4.)



Geralmente, quando nos defrontamos com certos problemas, tendemos a considerá-los como de máxima gravidade e não enxergamos soluções. Embora tal tendência seja natural nos seres humanos, como praticantes desse budismo, devemos determinar transformar o veneno em remédio com base na recitação do Daimoku ao Gohonzon.
Na escritura “O Recebimento de Novos Feudos”, Daishonin interpreta o princípio da “transformação do veneno em remédio” da seguinte forma: “O Daitido Ron do Bodhisattva Nagarjuna, ao elucidar que o Sutra do Lótus ultrapassa todos os demais ensinos da existência do Buda, declara: “(O Sutra do Lótus) é como um grande médico que transforma o veneno em remédio.” Isso significa que um médico de habilidade inferior pode curar males comuns com remédio, ao passo que um grande médico pode curar até mesmo doenças graves com veneno poderoso.”
(As Escrituras de Nichiren Daishonin, vol. 6, pág. 255.)


Enfim, encaremos os momentos mais difíceis da vida como oportunidades para comprovarmos o princípio da “transformação do veneno em remédio”, elevando assim o próprio estado de vida. “Desde que se tenha fé, um grande mal também pode ser convertido em um grande bem. Mesmo os mais lamentáveis infortúnios podem ser transformados, infalivelmente, em uma grande felicidade, muito maior que as anteriores. Isso é a Lei Mística. Esse é o Budismo de Nichiren Daishonin.” (Daisaku Ikeda)
(Fonte - Brasil Seikyo, edição no 1.241, 11 de setembro de 1993, pág. 3.)


11 comentários:

Súh disse...

Olá Cesinha...tudo bem?
Sou nova na prática o budismo, e tenho algumas dúvidas, o problema é minha falta de comunicação, coisa minha mesmo..srsr.. pq gente pra tirar minhas dúvidas não falta, mas geralmente fico com vergonha de perguntar sobre...
A minha dúvida é sobre como se recebe o Gohonzon, desde a semana passada estou indo em algumas reuniões do meu bloco, participando de algumas atividades e em uma delas me perguntaram se eu já havia recebido o gohonzon, falei que não e depois fiquei pensando em como receber. Você saberia me tirar essa dúvida?

Desde já, muito obrigada!

Cesinha Chaves disse...

Súh, primeiramente você deve trabalhar essa sua "vergonha" Somos uma família, a família Soka e todos são bem vindos com dúvidas e questões, afinal ninguém nasce sabendo! Para você receber o seu Gohonzon, deve estar com a prática em dia contínua sem interrupções e já estar sabendo recitar o Gongyo (acompanhando pelo livrinho do Sutra) e ter uma boa base sobre os princípios básicos. Converse com os dirigentes do bloco que você frequenta e exponha a eles que você já tem a vontade de ter o seu próprio Gohonzon, Eles com certeza ficarão muito contentes e lhe orientarão no que for preciso.
Abraço e boa sorte!

Súh disse...

Olá meu caro, tudo bem?

Então...andei conversando com o pessoal aqui, há umas duas semanas tenho ido nas reuniões de bloco, nos estudos, reunião de chakubuku, quem está me acompanhando é a Fernanda e ela é um amoor..ahaha...tá sempre explicando as coisas...o pessoal é muito gente fina tbm...srsr... Acho que ando trabalhando bem esse meu lado tímido, ando conversando com todos à respeito das minhas dúvidas...
Obrigada pela ajuda!!!!

Abraçooos!!

"Devil´s Angel" disse...

Cesar eu moro na tijuca no rio e praticava em teresópolis. gostaria de saber de grupos aqui no rio, não necessariamente na tijuca. tentei achar pela internet alguma coisa sobre os grupos mas não consigo. Em Terê que é até uma cidade pequena tinha muita gente praticando e ficava fácil pra mim. Bom espero nao te incomodar. Obrigada. Carla.

Roberto Rosa disse...

Oi Césinha:
O que mais eu tenho feito ultimamente é justamente isso amigo, transformar o veneno em remédio, seu post no twitter foi providencial. Atuo num campo muito minado, sou ambientalista ativista e o mesmo me leva a situações que se não fosse nossa prática, não sei onde estaria. Parabéns pelo seu trabalho e estamos sentindo sua falta na rede Budismo Nitiren. Obrigado.

Cesinha Chaves disse...

Roberto, temos de fazer o que temos de fazer, né? Não dá prá fugir da luta! Continuemos na batalha, dia após dia, em rumo a concretização do Kossen-rufu.
Grande abraço e boa sorte em tudo!

Thiago disse...

olá eu sou thiago e sou de teresópolis, mas não to achando nada aqui, alguem saberia me indicar algum lugar?
Obrigado

"Devil´s Angel" disse...

Thiago eu sou de Teresópolis tb, pode me ligar se quiser, conheço muitas comunidades. Meu tel 21 98042606.
Abraço
Carla

Cesinha Chaves disse...

Grato Carla! Já passei os contatos dos dirigentes masculinos pro Thiago.
Bjk e boa sorte, sempre!

Anônimo disse...

Ola´, conheço bem pouco do budismo e gostaria de saber , recitando , mentalizand, e crendo no mantra eu posso conquistar todos os meus objetivos ?
GRATA , Tatyane.

Cesinha Chaves disse...

Sim Tatyane, a prática do Budismo Nitiren é justamente para alcançarmos nossos objetivos, entre outros benefícios. O ideal é começara frequentar um bloco de estudos pero de vc.
Por favor entre em contato direto com a BSGI pelo 0800 11-61 22, ou em SP (011) 3274-1800 ou no Rio (021) 2480-6300 ou pelo email informacoes@bsgi.org.br.