domingo, 28 de fevereiro de 2010

Seja feliz agora!

Recebi por email uma dessas apresentações em Powerpoint que continha um texto bem interessante que publico aqui e divido com vocês.



Nós nos convencemos, que a vida ficará melhor, quando nós formos casados, tivermos um filho e, depois, mais um.Então nos frustramos, porque nossos filhos não têm idade suficiente e achamos que as coisas mudarão quando eles ficarem mais velhos.Então nos frustramos, porque eles viraram adolescentes e querem discutir conosco a respeito de tudo. Mas achamos que tudo ficará melhor, quando eles forem uns 10 anos mais velhos.Nós nos dizemos, que a vida melhorará, quando nós trabalharmos juntos com nossos parceiros, quando tivermos um carro bonito, quando tirarmos férias, quando descansarmos.A verdade é que não há nenhum momento melhor para ser feliz do que agora.Se não for agora, então quando?A sua vida muda o tempo inteiro. É melhor ter paciência com tudo e se decidir a ser feliz.Durante muito tempo nós pensávamos que a vida começaria a seguir. A vida de verdade. Pensávamos sempre, é preciso primeiro que uma outra coisa aconteça durante esse tempo: realizar alguma coisa, terminar um trabalho, esperar um momento, atingir um objetivo. E depois começaria a vida de verdade tão desejada. No final eu entendi que o depois já era a vida de verdade.Desse ponto de vista eu entendi que não existe um caminho para ser feliz.Ser feliz É o caminho.Curta então o ser feliz.Pare de esperar até terminar a escola, até voltar para a escola, perder 5 quilos, ganhar peso, começar a trabalhar, casar-se, até a sexta à noite ou sábado de manhã, esperar um carro novo, ter pago a hipoteca, até a primavera, o verão, o outono ou o inverno, até que a sua música toque no rádio, até morrer e nascer novamente... decida a ser feliz antes.A felicidade é uma viagem e não um destino.Não há melhor momento para ser feliz do que... AGORA!Viva e curta o momento.

4 comentários:

Kika. disse...

Ola!!!Césinha.
Tb bem com vc???
Adorei o texto.....É isso aí.
Ser feliz "AGORA"
Abraço.
Fátima Cyrilo.

Wendell Jales disse...

Interessante. Geralmente eu não leio esse tipo de texto "auto-ajuda". Tenho impressão de que todos dizem sempre a mesma coisa, e acabo sem estímulo pra ler.
Não sei se foi o momento - estou prestes a dar um grande passo em minha vida, onde muitos se preocupam, muitos enchem o olho com inveja, e uma pequena parte torce de verdade - mas este em especial caiu como uma luva. Me encheu de esperanças. Será que estou louco como dizem?

Cesinha Chaves disse...

Wendell, lhe respondo com um texto de Daisaku Ikeda:
"O que outras pessoas pensam de você ou como a maioria delas o trata, estes não seriam assuntos do seu interesse. O importante é como você avalia a si mesmo e quanto de orgulho sente de sua vida. Se você vive sinceramente de acordo com sua fé, pode exemplificá-la como o mais valioso modo de vida através da sua própria existência."

Anônimo disse...

Texto excelente Cesinha! Obrigada!
Debbie