sexta-feira, 26 de março de 2010

Niji - Nesse momento

"Criando “nesse momento” as condições para a felicidade.
Pergunta: “Nesse momento” ou “Niji”, como consta no Sutra de Lótus, significa que no budismo existe um momento determinado para se alcançar a felicidade?
Com relação à frase “Nesse momento” (Niji) que abre o capítulo Hoben do Sutra de Lótus, o presidente Toda explicou: “‘Nesse momento’ refere-se ao conceito de tempo empregado no budismo. Difere do tempo no sentido que costumamos usar para indicar as horas, as estações do ano ou para especificar uma época.
“Nem é comparável à típica introdução dos contos infantis ‘Era uma vez...’. O tempo, no sentido aqui expresso, refere-se ao momento em que um buda, percebendo a ansiedade das pessoas em ouvi-lo, aparece a fim de expor seu ensino.”


A questão do tempo é algo complexo e essencial dentro da perspectiva da vida. Sabemos que na nossa vida tudo tem seu devido tempo. Existe o período em que passamos dentro da barriga de nossa mãe, a época de crescimento na infância e adolescência, a de estudar, de se formar e a de trabalhar, e assim por diante. Não podemos obrigar uma criança recém nascida a se formar na faculdade, assim como não podemos exigir que uma árvore já dê frutos amadurecidos, tudo depende da época e das condições propícias.
No budismo acontece algo muito parecido, pois um buda somente pode expor a Lei quando se reúne quatro condições: tempo, resposta, capacidade e Lei. Tempo, no budismo, indica aquele em que o Buda aparece para expor a Lei em resposta à capacidade das pessoas que buscam seu ensino. Em outras palavras, é o tempo em que o Buda e os seres humanos se encontram.
Do ponto de vista do Verdadeiro Budismo de Nitiren Daishonin, podemos interpretar “nesse momento” como indicativo do tempo em que o Buda Original iniciou seu empenho para salvar a humanidade com a propagação da Lei Mística. Além disso, também podemos dizer que “neste momento” indica o tempo em que os discípulos de Daishonin levantam-se unidos ao mestre para realizar o Kossen-rufu.


Se analisarmos nossa prática, entendemos que “nesse momento” existe somente quando oramos ao Gohonzon e manifestamos determinação e consciência de nossa missão pelo Kossen-rufu. É preciso determinar, orar e agir. Se não o fizermos, nosso ambiente em nada mudará. Mesmo que decorram cinco ou dez anos, “este momento” jamais chegará. Somente nossa sincera determinação pelo Kossen-rufu cria o “tempo”.
Em conclusão, “nesse momento” refere-se ao momento em que nós, espontaneamente, determinamos realizar algo pelo Kossen-rufu e não quando é solicitado que o façamos. Refere-se a “este momento”, o tempo de sua missão.
O presidente Ikeda certa vez orientou: “‘O que importa é o coração." Nisso se encontra a essência da vida. Nosso coração e nossa mente envolvem toda a sociedade, o mundo e o Universo. Tudo se decide pela determinação em nosso coração neste exato momento.”"
Fonte e referências:
Preleção dos Capítulos Hoben e Juryo, págs. 50-52.
Brasil Seikyo, edição no 1.735, 14 de fevereiro de 2004, pág. C1.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá Cesinha!!
Adoro entrar na sua página. Parabéns!!!
Eu pratico o budismo de Nitiren Daishonin e me converti dia 27 de março. Foi muito importante pra mim e um dia emocionante. No dia seguinte foi feita a consagração aki em casa com varios amigos,parentes...budistas e não budistas... Foi muito lindo!!!
No meu caso eu ME ENCONTREI qdo descobri o budismo. Como é bom e tão fácil ser FELIZ não é??

Angela Mary
e-mail (amarygil@bol.com.br)

Cesinha Chaves disse...

Parabéns pela consagração do seu Gohonzon! Pelo que disse deve ter sido em clima de harmonia, bem como tem de ser! A felicidade absoluta só depende de nossos próprios esforços, sempre trilhando o caminho da benevolência! Boa sorte e vamos juntos na luta pelo Kossen-rufu!