quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

100 dias de Gongyo

Hoje posto um gráfico para um desafio de 100 dias de Gongyo, proposto pelo Sr. Eiichi Sago, veterano do Rio de Janeiro, a fim de comprovar a eficiência do Budismo Nichiren através da prova real. São 100 dias de Gongyo, pela manhã e pela noite - sem pular nenhum dia - acompanhado de Daimoku.
Nas bolas ao redor da árvore estão assinalados o período da manhã e da noite. Abaixo tem um gráfico de Daimoku, com as pedras divididas em 4 partes, sendo sugerido um mínimo de 15 minutos, fazendo assim que cada "pedra" represente 1 hora.
Vá preenchendo as bolas a cada Gongyo feito, e marque o tempo de Daimoku no gráfico do rodapé.
Importante: sempre faça a quantidade mínima proposta de tempo de Daimoku - nunca menos!
O pessoal do meu bloco vai começar esse desafio na 1a reunião depois do Carnaval! Fica aqui como incentivo para que todos participem também!

Para baixar em tamanho original, click na foto e salve com o botão direito do seu mouse.

15 comentários:

GRUPO BRASIL CEP disse...


Permitam uma pequena correção no nome do dirigente veterano do Rio, sr. Sago. Em permitam uma sugestão, para aqueles que pretendem fazer um tipo de retiro porque não participam do carnaval: desafiar 10 horas de daimoku diário com namorado/a, esposo/a, amigos/amigas, enfim com quem goste de desafios e também de acumular boa sorte para o ano que ora se inicia. Na juventude, fazia com amigas e depois com o namorado. Mais tarde, com a família. A boa sorte acumulada é gratificante! Experimente e comprove! Boa sorte. Pena que onde moro não tem carnaval, mas sempre encontro outro tipo de feriadão.

Cesinha Chaves disse...

Grato pela correção e pela sugestão!

ana livia disse...

Ola meu nome é Ana Lívia, tenho 15 anos e eu estou muito interessada no budismo... suas postagens são ótimas e esclarecedoras, porém não é o suficiente pra eu começar a prática... eu tenho medo de fazer algo errado e etc... eu gostaria de saber como é a BSGI para jovens da minha idade e esclarecer minhas dúvidas sobre o gongyo e o daimoku... agradeço dês de já...

Cesinha Chaves disse...

Ana, na BSGI tem as divisões Jovem e Estudantes. Entre em contato direto com a BSGI pelo 0800 11-61 22, ou em SP (011) 3274-1800 ou no Rio (021) 2480-6300 ou pelo email informacoes@bsgi.org.br e se informe.
Boa sorte, sempre

Anônimo disse...

Devo fazer no mínimo 15 minutos de Daimoku cada vez que fizer Gongyo?

Cesinha Chaves disse...

15 minutos é o tempo sugerido. O importante é a regularidade. Estipule um tempo para o Daimoku diário e se atenha à ele.

Anônimo disse...

gostei muito do grafico..

Anônimo disse...

Bom dia!!! Meu nome é Marco Antonio e conheci o Budismo Nitiren em Belém do Pará Através de D. Fátima (Mercado da Av. Pedro Miranda, Paulo Rocha, D. Arlinda(Bloco Lomas) e Benedito Licá. Recebi meu Gohonzon em 28/04/2013. Detalhe sou do interior de SP e fui a Belém a Trabalho e conheci o Budismo(que grande Boa Sorte que tive). Enfim gostaria muito de agradecer a este site pelo esclarecimento e seu empenho em prol do kossen-rufu.

Michelle disse...

Maravilha ! Vou começar já! Obrigada por compartilhar! Abraço!

Raquel disse...

Que bom, ver gente de todos os cantos recitando nam myoho rengue kyo e compartilhando esse caminho maravilhoso, de que tanto o Brasil precisa!

Jorge Cruz disse...

Olá! Sou de Recife-PE. Tenho interesse em ingressar no budismo Nitiren, mas não existem templos aqui. Como faço para ter alguma orientação?

Cesinha Chaves disse...

Olá Jorge. Há muito o budismo de Nichiren rompeu as barreiras dos templos que o confinavam.
Budismo é formado pelo tripé  prática, fé e estudo, os conhecimentos são passados de pessoa a pessoa nos blocos de estudos, que acontecem em em Kaikans (Centro Culturais da BSGI)e em casas de budistas veteranos, orientados pela SGI, que é a organização que vem propagando o Budismo de Nichiren Daishonin no Brasil e em mais 192 países e territórios.
O bloco é a célula onde se vive e se aprende o budismo do dia a dia onde são estudados os princípios budistas, as cartas e escritos de Nichiren, sempre orientados por veteranos na prática.
As informações sobre os blocos, vc mesmo pode conseguir entrando em contato direto com a BSGI, departamento de organização, pelo 0800 11-61 22, ou em SP (011) 3274-1800 ou pelos emails informacoes@bsgi.org.br, antonio.junior@bsgi.org.br ou tiemi.kuroiwa@bsgi.org.br
É só perguntar por um bloco de estudo perto de você.
Por favor, me mantenha informado se conseguiu, OK?

Jorge Cruz disse...

Muitíssimo obrigado, Cesinha! Eu tentei enviar vários emails para o informacoes@bsgi.org.br, mas infelizmente, ninguém me respondeu. Na verdade eu já frequentava o CEBB aqui em Recife, mas sinto que o Nichiren me completa e gostaria de fazer parte da Sangha, receber os estudos,o gohonzon, etc... Por hora, tenho praticado gongyo e daimoku de forma independente.

Enfim, mais uma vez, obrigado!

Não Se Pode Percorrer O Caminho Até Que Você Se Torne O Próprio Caminho...

Gassho!

:)

Cesinha Chaves disse...

Jorge me passe seu email (não será publicado) que procuro e coloco em contato com quem resolva!
[ ]s

Aldanita R. Betancourt disse...

Tem sim.me envie um email p aldaraphael5@gmail.com que te enviarei endereco e telefone bjs alda